Textos da Autoria de João Iria desde Abril de 2000 com actualizações sempre que há um novo Texto. Textos relacionados com Amores e Desamores! João Iria: joao.iria@sapo.pt
Quinta-feira, 1 de Janeiro de 2004
"As mulheres sabem o que querem... Mas não querem o que sabem."
A mulher sempre soube o que querer, mesmo inconscientemente elas sabem bem o que querem. E no que diz respeito ao seu parceiro ninguém as pode contrariar, nem consegue. O que elas querem, querem e o que não querem, não querem. Tão simples como isso!
Com as mulheres a frase “Nunca temos o que queremos nem queremos o que temos!” tem um significado ainda mais acentuado! É que as mulheres não gostam de coisas certas, no fundo elas são atraídas pelo que não conhecem e que não conseguem ver. O desconhecido para elas torna-se como uma necessidade, à qual não conseguem fugir. Uma vez afastada a cortina que as separa do desconhecido partem para o próximo desafio - a próxima cortina.
No que diz respeito aos homens, as mulheres sabem bem que tipo de homem querem - o já famoso Príncipe Encantado. Mas este príncipe não lhes pode aparecer já vestido com finas roupas e com coroa na cabeça e montado no seu cavalo branco, pois isso fará com que elas percam o interesse rapidamente. As mulheres estão habituadas a esforçar-se, a ter mover mundos e a sofrer para poderem afastar as cortinas do desconhecido.
Se sabem que determinado homem é um Príncipe Encantado muito dificilmente o vão querer, pois não se esforçaram e então não o merecem. Pobres destes príncipes que quando isto acontece só têm 2 hipóteses, contentam-se com o facto de serem os melhores amigos e aguentar com os desabafos de outras descobertas, ou então desaparecem voltando meses ou anos mais tarde na esperança que a cortina se tenha fechado. Esta decisão é sempre muito difícil especialmente quando se percebe que este príncipe é exactamente o que elas querem.
Apesar de não quererem estes príncipes encantados, por vezes não os deixam fugir, alimentando-os cruelmente com frases amorosas e preocupações de afastamento, deixando sempre uma pequena réstia de esperança no coração deles. Mas são sempre sinceras quando dizem que querem-nos apenas como amigos e que talvez um dia sintam mais alguma coisa que apenas amizade. Mas esta sinceridade é de curta verdade, pois mais tarde ou mais cedo, o coração destes pacientes príncipes vai ser deixado cair ao chão e partir em muitos bocados, pois elas vão descobrir uma cortina que vão querer ver e nunca será a cortina deles.
Mas há as mulheres que se esforçam para tentarem aceitar estes príncipes, mas está na natureza delas a aventura e o descobrir o desconhecido. Por mais encantado que seja este príncipe elas nunca o conseguiram amar. Nem mesmo pela falta que eles lhe possam fazer. Portanto não adianta um habito de presença e carinho seguido de uma súbita perda pois a cortina continuará aberta e elas já viram o que queriam ver.
Elas têm uma falha! Elas não se dão ao trabalho de olhar para tudo que está por detrás da cortina. Vêm apenas parte e perdem rapidamente o interesse, pois em muitos casos se elas olhassem com olhos de ver elas iam querer passar para o outro lado da cortina. Mas o impulso de abrir as outras cortinas é muito mais forte. Um homem de sucesso é aquele que tem muitas cortinas e que não deixa as mulheres ver tudo muito rápido. Vai deixando abrir uma a uma, ver o que está em cada uma delas completamente antes de passar para a próxima. E desta forma quando chegam à cortina que protege o coração já é tarde para voltar a trás pois a 1ª cortina já as fechou lá dentro.
As mulheres não podem sentir que são amadas antes de elas próprias amarem. Têm de ser primeiras em tudo. E os homens nunca podem ser demasiado bons para elas pois elas têm de sofrer, ou pelo menos ter a hipótese de mostrar isso a toda a gente. Elas é que mandam. São elas que mandam os sinais para os homens as beijarem, as abraçar, as mimar... Os homens têm é que saber quando isso acontece e aproveitar as oportunidades visto elas cansarem-se depressa de esperar.
Não há formulas mágicas para conquistar uma mulher. São todas diferentes mas ao mesmo tempo conseguem ser todas muito parecidas. Todas querem o Príncipe Encantado e todas o procuram mas nem todas o sabem encontrar nem o manter feliz. A única forma de conquistar uma mulher é mesmo ser um Príncipe vestido de camponês, não ter o objectivo de a conquistar, nunca, mas nunca mesmo, apaixonar-se demasiado por uma mulher antes que ela perceba quem ele realmente é e comprar muito tecido para fazer cortinas!

Nota Final: Para total compreensão deste texto e o seu possível uso por parte dos homens é aconselhada a leitura do texto de Margarida Rebelo Pinto “Ainda há príncipes encantados”.

Janeiro 2004 - João Iria


publicado por WandereR às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

WandereR
Subscrever

Escreva o seu endereço de correio electrónico para receber as novas palavras:

Distribuído por: FeedBurner

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
31


Recentes

Viajar de Moto...

Inspiração Forçada II

Inspiração Forçada

Pessoa Certa...

"Fumo..."

"Um escritor?"

"Os sentidos..."

"Palavras sem sentido..."

"Os Heróis Esquecidos..."

"Procurei mas não te enco...

Arquivos

Janeiro 2008

Setembro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Julho 2005

Maio 2005

Janeiro 2004

Março 2003

Fevereiro 2003

Setembro 2002

Setembro 2001

Abril 2000

links
GeoGlobe